sexta-feira, 3 de abril de 2015

Fundo para a Igualdade de Gênero da ONU


O Fundo para a Igualdade de Gênero da ONU lança novo edital para conceder subvenções a programas que promovam o empoderamento econômico ou político das mulheres.

Nesta edição, o Fundo receberá propostas de organizações da sociedade civil dirigidas por mulheres e com iniciativas inovadoras, de alto impacto e de interesse na promoção dos diretos das mulheres e da igualdade de gênero que ajudem a impulsionar a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015, tendo como base os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

No âmbito do empoderamento econômico, o Fundo irá financiar iniciativas que incentivem a igualdade de oportunidades das mulheres para o acesso e controle de recursos econômicos, promova o empreendedorismo sustentável das mulheres, ofereça acesso ao trabalho digno e com igualdade de salários, e responsabilidade familiar compartilhada. Já no âmbito político, os projetos devem promover a liderança plena e efetiva das mulheres e participação política em todas as esferas da tomada de decisão e da vida, ou iniciativas para ajudar a projetar, executar e implementar leis e políticas de igualdade de gênero novas e já existentes.

O Fundo priorizará programas que: 1. Vinculem a implementação local a compromissos nacionais ou regionais de política e de reforma legal; 2. Tenham uma abordagem baseada nos direitos; 3. Estabeleçam parcerias estratégicas com agências governamentais, instituições públicas, instituições acadêmicas, setor privado, líderes religiosos e outros parceiros não tradicionais; e 4. Tenham a preocupação em engajar os grupos tradicionalmente excluídos de mulheres, como aquelas que vivem em áreas rurais, em condições de extrema pobreza, indígenas, minorias étnicas e religiosas, migrantes, trabalhadoras domésticas etc.

Terão destaque também as iniciativas que promovam a inovação e o uso das tecnologias da informação e comunicação (TICs) para a igualdade de gênero; proponham alianças criativas e / ou sociais pioneiras e práticas políticas transformadoras; apresentem indicadores para acompanhar a execução dos ODS; demonstrem a sustentabilidade da iniciativa; assim como apresentem esforços para envolver homens e meninos como os principais interessados e atores influentes que podem ajudar a transformar os estereótipos e normas discriminatórias.

Nesta edição, os interessados poderão solicitar a subvenção de US$ 200.000 a 500.000 dólares para programas de dois ou três anos. Além dos recursos financeiros, todos os programas selecionados serão beneficiados com o acompanhamento e apoio técnico da ONU Mulheres e do Fundo.

As inscrições podem ser feitas até o dia 05 de abril pelo sistema on-line. Os materiais estão disponíveis em inglês, espanhol, francês, árabe e russo. Outras informações ou dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail: fund.genderequality@unwomen.org.

Desde 2009, o Fundo já desembolsou cerca de US$ 56 milhões dólares para financiar 96 programas em 72 países.

Fonte: GIFE

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Enfrentamento ao tráfico de pessoas é foco de edital do Fundo Brasil de Direitos Humanos

O Fundo Brasil de Direitos Humanos vai doar até R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) para viabilizar uma nova linha de apoio a grupos que se proponham a trabalhar no enfrentamento do tráfico de pessoas para o trabalho escravo ou exploração sexual de mulheres, crianças e adolescentes, ou, ainda que em menor escala, tráfico de órgãos ou adoções ilegais.
Os grupos devem ter sempre o respeito aos direitos humanos como um de seus princípios balizadores.

Sobre os critérios formais

Serão aceitas propostas de organizações sociais sem fins lucrativos, formalizadas ou não, com ou sem CNPJ, desde que atendam aos demais requisitos deste edital, além de organismos universitários de prática em direitos humanos.
Não serão apoiados projetos de indivíduos; organizações governamentais; organizações internacionais; partidos políticos e empresas.

Que tipos de projetos o Fundo Brasil vai apoiar?

a) Os que tenham como objetivo o enfrentamento do tráfico de pessoas.
b) Aqueles com valor total de no mínimo R$ 20.000,00 (vinte mil reais) e no máximo R$ 40.000,00 (quarenta mil reais), para até um ano de duração.
O proponente deve responder o formulário que se encontra no verso deste edital e encaminhá-lo ao endereço do Fundo Brasil de Direitos Humanos, somente por correio, até o dia 27 de fevereiro de 2015
Mais informações Aqui

Fonte:Fundo Brasil de Direitos Humanos

Edital 2015 do Fundo Brasil de Direitos Humanos

O objetivo do Fundo Brasil de Direitos Humanos é promover os direitos humanos no Brasil e sensibilizar a sociedade brasileira para que apoie iniciativas capazes de gerar novos caminhos e mudanças significativas para o país.
Nosso compromisso é disponibilizar recursos para apoio institucional e para atividades de organizações da sociedade civil e de defensores e defensoras de direitos humanos em todo o território nacional, priorizando aqueles/as que disponham de poucos recursos e/ou que tenham dificuldades de acesso a outras fontes.

A seleção de projetos em 2015

Em 2015, o Fundo Brasil de Direitos Humanos irá doar até R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) para apoio a projetos. O Fundo Brasil prioriza o apoio a projetos institucionais, mas poderá oferecer bolsas individuais, desde que as propostas apresentadas por indivíduos atendam aos mesmos requisitos deste edital.

* Entende-se por violência institucional qualquer forma de violação a direitos humanos promovida por instituições oficiais, suas delegações e/ou empresas.

Que tipos de projetos o Fundo Brasil de Direitos Humanos vai apoiar em 2015?

Os que tenham por objetivo combater a violência institucional* e a discriminação.
Aqueles que articulam o combate à violência institucional e à discriminação com um ou mais dos seguintes focos: superexploração do trabalho, trabalho escravo e trabalho infantil; violência policial, de milícias ou esquadrões da morte; tortura e execuções; não acesso à terra e ao território; democratização do acesso à justiça; violação de direitos socioambientais; criminalização de organizações e movimentos sociais; violência contra defensores de direitos humanos; discriminação no acesso ao serviço público; discriminação de gênero, de raça, de etnia; de orientação sexual; discriminação em razão de condição econômica; combate à intolerância religiosa.
Aqueles com valor total de no mínimo R$ 20.000,00 (vinte mil reais) e no máximo
R$ 40.000,00 (quarenta mil reais), para até um ano de duração.

Aqueles propostos por organizações com receita anual de, no máximo, R$ 700.000,00 (setecentos mil reais), visto que nossa prioridade é apoiar organizações com poucos recursos.

Mais informações Aqui


Fonte: Fundo Brasil de Direitos Humanos

Prêmio ALAS-BID pelo Desenvolvimento da Primeira Infância

A organização ALAS, criada pela cantora colombiana Shakira, e o Banco Interamericano pelo Desenvolvimento (BID), lançaram a terceira edição do Prêmio ALAS-BID pelo Desenvolvimento da Primeira Infância, que reconhece a excelência e inovação de programas em educação infantil nas Américas. Organizações da sociedade civil podem ser indicadas.

São quatro as categorias que podem receber inscrições, inclusive de organizações da sociedade civil: melhor centro para crianças, melhor educador, melhor publicação e melhor inovação.
Não há recursos financeiros envolvidos na premiação, que é um reconhecimento pelo bom trabalho realizado. Para saber mais sobre o Prêmio, clique aqui. A página está em inglês e espanhol, e as inscrições podem ser feitas em ambos os idiomas até o dia 30 de abril de 2015.

Fonte:ABCR

CNPQ está recebendo propostas

O CNPQ, órgão do governo federal, com o apoio da Fundação Bill & Melinda Gates, está recebendo propostas de organizações da sociedade civil que queiram pesquisar obstáculos ao desenvolvimento infantil e propor uma combinação de medidas inovadoras para solucioná-los. O recurso disponível nessa chamada alcança 10 milhões de reais, para financiamentos que podem ser de até 4 milhões de reais.

O edital pretende incentivar a criação e a mensuração de soluções integradas para Nascimento, Crescimento e Desenvolvimento saudáveis. Os projetos devem propor combinações inovadoras de intervenções que melhorem a nutrição materna e infantil, os índices de amamentação, a assistência ao parto, os cuidados com a criança e sua estimulação precoce. A chamada também espera reduzir fatores de risco para o desenvolvimento saudável como desnutrição, prematuridade, cesáreas desnecessárias, doenças na gravidez, mortalidade infantil e a exposição à violência e ao abuso infantil.
Propostas devem ser enviadas até o último minuto do dia 13 de janeiro e,devem ter tamanho máximo de 5 páginas escritas, nessa fase. Apesar do edital estar em português, as propostas devem ser enviadas em inglês e em português, e serem apresentadas em nome de um pesquisador que tenha título mínimo de doutor e esteja formalmente vinculado à uma organização. Acesse o edital neste link.

Edital Fundação para Conservação, Alimentação e Saúde

A organização americana Conservation, Food and Health Foundation (Fundação para Conservação, Alimentação e Saúde) está com edital de 2014 aberto, recebendo projetos para a promoção da conservação de recursos naturais, aprimorar a produção e distribuição de comida e melhorar a saúde no mundo em desenvolvimento. Os projetos podem ser de até 25 mil dólares, cerca de 65 mil reais e devem ter duração de até um ano.
Somente uma proposta por organização pode ser enviada, e em inglês.Saiba mais sobre essa oportunidade clicando aqui. O prazo para envio é dia 01 de janeiro de 2014 e, em segunda rodada, 01 de julho (pode-se escolher em qual enviar).

Fonte: ABCR